Andarilha lança videoclipe de “Flor do Sertão” neste sábado, 9 – Mercadizar

A artista amazonense Andarilha lançará o videoclipe ‘Flor do Sertão’ neste sábado, 9, às 20h, no espaço cultural Toca do Mumu. Este é o primeiro trabalho solo de Andarilha, que há cinco anos atua em diversos grupos locais de ritmos como afoxé, samba, coco de roda, maracatu e carimbó. Além da divulgação presencial, o videoclipe estará disponível no Youtube, pelo link a seguir: https://bit.ly/3OM6u2M.
O videoclipe apresenta uma sonoridade contemporânea referenciada em ritmos nordestinos, tendo como base a percussão inspirada no maracatu, gravada pelas batuqueiras Jessica Oliveira, Kelly Priscila e Nika Yuki, e linha melódica marcada pelos sons da guitarra, baixo, violão e bateria gravados pelos produtores e músicos Eber Pirangy, Gean Melo e Eron Oliveira.
À frente da direção geral da canção e do videoclipe está a própria artista Andarilha. A execução do trabalho teve a produção executiva da Pedra de Fogo Produções e o apoio da Tribos Urbanas Studio, Curumim Filmes e Jardim Ikigai, além de vários amigos que se empenharam para o tão sonhado lançamento.
“Este trabalho é como uma semente lançada em terra árida que depois de um longo tempo brota, revelando beleza e esperança para muitos caminhos”, explica a artista.
O projeto contou com o apoio do Edital Zezinho Côrrea da Prefeitura de Manaus – 2021 e da Secretaria de Cultura do Estado do Amazonas.
O videoclipe, assim como a canção, nasceu de um processo longo de afirmação da artista. ‘Flor do Sertão’ veio como um sonho, desde a construção da letra, que fala do renascimento de um processo de cura do abandono, até a construção do videoclipe, que foi gravado no Museu do Seringal Vila Paraíso, localizado no Igarapé São João, na zona rural de Manaus.
“A experiência de ocupar um museu no meio da Floresta Amazônica foi desafiadora e revigorante. É importante chamar atenção para o fato de museus serem pouco visitados e valorizados, mesmo tendo grandeza simbólica e cultural”, destaca a cantora.
Carregado de símbolos e significados que fazem conexão com histórias e memórias nordestinas e amazônicas, destacando o modo de ser e fazer, a religiosidade e os aspectos de trabalho, o videoclipe retrata a história da seringueira, interpretada pela própria cantora, que é guiada por uma deusa, interpretada pela atriz e bailarina Francine Marie. A narrativa trabalha aspectos do cotidiano da seringueira, hierarquia e igualdade, destacando a afetividade, a cura e o renascimento proporcionados pelo encontro com a divindade.
Ficha técnica:
Direção Geral e Voz: Andarilha
Produção Executiva: Pedra de Fogo Produções
Criação Musical: Andarilha, Eber Pirangy, Eron Oliveira, Gean Melo, Jessica Oliveira, Kelly Priscila, Nika Yuki.
Captação de Áudio: Mady
Mixagem: Viktor Judah
Masterização: Victor Nery
Direção audiovisual: ISIS
Assistência de direção: Eber Pirangy
Cinegrafia: Aline Fidélix
Fotografia: Kelly Priscila
Edição: TC Filmes, André Nascimento, Grazi Praia
Apoio Técnico: Evelyn Dutra, Nathian Duque, Regina de Benguella, Nete Lima.
*O Mercadizar não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.
© 2018 – Todos os direitos reservados para E. X. Ribeiro

source

Deixe uma resposta