BH recebe Festival Minas Jazz e Blues – Diário do Comércio

DÓLAR COMERCIAL
DÓLAR TURISMO
EURO
OURO NY
OURO BM&F (g)
BOVESPA
POUPANÇA
OFERECIMENTO
Em sua segunda edição, o Festival Minas Jazz e Blues será realizado hoje e amanhã, a partir das 19h30, no Bar do Museu Clube da Esquina (rua Paraisópolis, 738, Santa Tereza), casa temática que homenageia o maior movimento musical na história da cidade, o Clube da Esquina. Os ingressos on-line já estão disponíveis no site  Lets Events.
“Estamos felizes com o retorno do festival, cuja primeira edição, em 2018, foi realizada com sucesso em Casa Branca, distrito de Brumadinho. É muito bom ver Minas Gerais inserida em um cenário de muitos eventos de jazz e blues, que fazem parte do topo da cadeia musical contemporânea, com participação ativa do público, Então, espero que esta nova edição, também com grandes artistas, seja novamente um sucesso”, diz o produtor, músico e idealizador do festival, Shello Silveira.
PUBLICIDADE
Hoje será a “Noite do Blues”. A abertura ficará sob o comando de alunos de música, a partir das 19h30. Na sequência, às 20h30, será a vez da Little Butter. A  anda, que desponta na cena do blues, é formada por Eduardo Sanna (gaita), Piero Grandi (guitarra), João Alvarenga (baixo) e Christian Weber (bateria). Além de músicas autorais, o show expõe todas as variações do blues dando ênfase ao boogie-woogie e jump blues, gêneros que deram origem ao rock’n’roll da década de 50.
Em seguida, às 22h, o blues prossegue com o guitarrista e cantor Shello Silveira, músico que faz parte da primeira geração do blues em Minas. Ele se apresentará com sua LoBo Blues Band, que também tem como integrantes os músicos: Ivan Corrêa (contrabaixo) e Christian Weber (bateria). No repertório inclui blues e rhythm’ blues, entre composições autorais e versões para clássicos.
Amanhã, a noite será de jazz e música instrumental. A abertura, às 19h30, será feita pelos alunos do curso de jazz da Escola de Música Cavallieri, a banda Sub-17. Sob a direção do instrutor Maurício Miranda, o grupo é formado por jovens, menores de 18 anos, selecionados pelo desenvolvimento técnico. Depois, às 20h30, o público vai conferir a primeira atração musical, Felipe Vilas Boas Trio. Guitarrista paulista e residente em Belo Horizonte, Felipe Vilas Boas já é consagrado na nova safra de músicos de jazz e de música instrumental do cenário mineiro. É vencedor de diversos prêmios no Brasil e no exterior. No show, ele se apresentará com os músicos: Cyrano Almeida (bateria) e Adriano Campagnani (baixo).
Para encerrar o festival em grande estilo, haverá o show do renomado guitarrista Augusto Rennó, a partir das 22h. O artista, que faz parte do grupo Sagrado Coração da Terra, se apresentará em trio, com os músicos Adriano Campagnani (baixo) e Arthur Rezende (bateria). O repertório é baseado em composições autorais na linha jazz fusion e música instrumental.
Diário do Comércio: veículo especializado em Economia, Gestão e Negócios de Minas Gerais, referência para empresários, executivos e profissionais liberais.
Fale Conosco: contato@diariodocomercio.com.br
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados.
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.
TERMOS DE USO | POLÍTICA DE PRIVACIDADE
Atendimento ao Leitor: (31) 3469-2001
De segunda a sexta-feira, das 08:00 às 17:00
Av. Américo Vespúcio, 1660 – Parque Riachuelo, Belo Horizonte – MG, CEP: 31230-250
COMPARTILHE

source

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.