Carlos Vaz Marques, jazz e arte urbana no aniversário da Arquivo – Jornal de Leiria

O que pode a arte? Para responder à pergunta, a livraria Arquivo convida o jornalista e editor Carlos Vaz Marques, que actualmente modera o Programa Cujo Nome Estamos Legalmente Impedidos de Dizer, na SIC, com Ricardo Araújo Pereira, Pedro Mexia e João Miguel Tavares.

Carlos Vaz Marques junta-se assim à celebração do aniversário da Arquivo, em Leiria, esta quinta-feira, 30 de Junho, com arte urbana e jazz.
Há oferta de bolo, café e, para os mais novos, sempre bem recebidos na livraria da Avenida Combatentes da Grande Guerra, balões.
Por várias vezes, a Arquivo já recebeu o prémio Melhor Ambiente na votação promovida pela Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL).
O programa começa às 16 horas, com a oficina Uivo de arte urbana Na Floresta da Preguiça, orientada por Ricardo Romero e sujeita a inscrição prévia.
A conversa com Carlos Vaz Marques está agendada para as 18:30 horas.
A festa termina depois das 19:30 horas com o concerto em dueto de jazz de César Cardoso (saxofone) e Pedro Nobre (teclado), músicos da Orquestra Jazz de Leiria.

O que pode a arte? é um ciclo de tertúlias sobre a importância da arte nas nossas vidas, que convida personalidades ligadas à cultura.
“Para falarmos sobre a importância da arte no mundo e no nosso dia a a dia, como forma de evasão, diversão, subsistência, luta, como retrato, como intervenção, como (auto-)conhecimento. A arte escrita, a arte pintura, a arte música, a arte cinema, a arte arquitectura, a arte da leitura, a arte de rua”, refere a nota de divulgação publicada pela Arquivo.
“A arte existe porque a vida não basta”. Assim Ferreira Gullar explicava a importância de toda e qualquer expressão artística para a humanidade. Esperamos que gostem e que se interroguem sobre a importância da arte nas vossas vidas a partir da interpelação que é feita nas conversas: A arte abre espaço para outra coisa, outras alternativas de representar o mundo? Será a arte uma forma de esquecimento ou nascimento? Será a arte um antídoto contra o fechamento do mundo? A arte salva?”
A entrada é livre.
29 jun 2022
Cidade de Ourém estará também na calha para a abertura de um restaurante da cadeia de fast food.
2 jun 2022
Leiria acolhe hoje uma nova edição desta iniciativa
29 jun 2022
Festival com organização d'O Nariz leva cinco concertos de jazz ao Castelo de Leiria
Edição 23 jun 2022
Trabalhadores dispensados
Francisco Pedro, director
Daniel Bernardes
João Almeida

source

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.