Celly Campello, que faria 80 anos, personifica o 'brotinho encantador' na pré-história do rock brasileiro – Globo