Chico César e Geraldo Azevedo apresentam Violivoz. – Fundação Clóvis Salgado (.gov)

Plateia I: R$ 200 (Inteira) / R$ 100 (Meia-entrada)
Plateia II: R$ 160 (Inteira) / R$ 80 (Meia-entrada)
Plateia Superior: R$ 120 (Inteira) / R$ 60 (Meia-entrada)
Quem tem direito:
Para saber as condições que dão direito à meia-entrada acesse o texto na íntegra.
Comprar
Bilheteria do Palácio das Artes
Terça a sábado
12h às 21h
Domingo
17h às 20h

(function(d, s, id) {
var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0];
if (d.getElementById(id)) return;
js = d.createElement(s); js.id = id;
js.src = “https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js#xfbml=1&version=v3.0”;
fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);
}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Curtiu esse evento:

Grande Teatro Cemig Palácio das Artes

Em decorrência do aumento exponencial do número de contaminados pelo Covid 19, em Belo Horizonte, a Armazém Cultural optou, em comum acordo com a Fundação Clóvis Salgado, por adiar o show “Violivoz – Chico César & Geraldo Azevedo”, que seria realizado, no dia 13 de fevereiro de 2022, às 20h, no Grande Teatro Cemig Palácio das Artes.
A nova data será 04 de março (sexta-feira), às 21h, no mesmo local.
Os ingressos já adquiridos seguem válidos para a nova data.
Aqueles que optarem pela devolução dos ingressos, deverão acessar este link e efetuar a solicitação de reembolso, até 48 horas antes da apresentação do evento.
O cancelamento é realizado via sistema, de forma automática, sendo o valor dos ingressos restituídos em sua totalidade, conforme os termos e condições disponíveis.
Dois dos maiores cantautores da música popular brasileira revisitam suas obras, compõem juntos e lançam o espetáculo “Violivoz”. O novo show da dupla promove um mergulho coletivo na genialidade destes dois grandes compositores nordestinos, mostrando a força de suas canções. O repertório passeia por grandes sucessos autorais, clássicos da dupla e algumas surpresas.
“Violivoz é mais que um show para mim. É como se fosse uma espécie de portal em que entro para realizar meus sonhos de adolescente do sertão paraibano. Geraldo Azevedo é um mestre que me dá a oportunidade desse encontro”, conta Chico.
“Tão importante quanto tentar aprender algumas de suas canções, que o público de todo o Brasil canta aos brados, é observá-lo abrir-se para apreender as minhas e nos misturarmo-nos. A minha música deriva incondicionalmente da dele. Não seria de outra maneira”, finaliza.
A admiração e o respeito que Geraldo Azevedo e Chico César têm um pelo outro tornam-se evidentes quando eles se encontram para tocar e falar de música. Os ensaios para a nova turnê têm sido de pura diversão e cumplicidade – o que, com certeza, vai se refletir no palco.
“Tenho grande admiração por esse artista e por essa pessoa linda que é Chico César. Os primeiros encontros que tivemos para os ensaios foram surpreendentes e eu confirmei o grande músico que ele é. Nossa interação no palco vai ser fantástica, porque nós dois gostamos muito de tocar. Adoro a música de Chico e vejo que ele também tem uma relação muito grande com o meu trabalho”, comenta Geraldo.
 
Evento com Segurança
 
A Fundação Clóvis Salgado estabeleceu uma série de normas para a volta das atividades de forma segura. Para evitar aglomerações, o teatro contará com sinalização nas áreas externas e internas. O uso de máscaras – tanto para visitantes quanto funcionários – será obrigatório do início ao fim do espetáculo.
 
De acordo com a portaria vigente da Prefeitura de Belo Horizonte, é necessário apresentar comprovante de vacinação ou teste negativo para Covid-19 para ter acesso ao Teatro.
 
Todos os ambientes do Palácio das Artes serão higienizados diariamente antes da abertura ao público. Também são disponibilizados tapetes para a limpeza de calçados, assim como álcool em gel 70% para desinfecção das mãos. Para garantir maior segurança dos visitantes, a entrada de sacolas, mochilas e afins não é permitida, para diminuir a contaminação dos espaços.
 
 
Os frequentadores também deverão seguir recomendações como evitar aglomerar e conversar, manusear telefone celular, ou tocar no rosto durante a permanência no interior do centro cultural; cobrir o nariz e a boca ao tossir ou espirrar; realizar a higienização das mãos ao entrar e sair do espaço; seguir sempre as instruções dos funcionários e não frequentar o teatro caso apresente qualquer sintoma de resfriado ou gripe.
Grande Teatro Cemig Palácio das Artes
21h
90 minutos
Livre
(31) 3236-7400
FCS – Fundação Clóvis Salgado
Av. Afonso Pena, 1537. Centro. Belo Horizonte/MG – CEP 30130-004
Telefone geral (31) 3236 -7400
Como Chegar

source

Deixe uma resposta