Dobradinha feminina no Toca: Luê e Maya abrem festival – Primeirojornal

Pessoal e equipamentos da Secretaria de Obras e Serviços Urbanos do Prado estão recuperando ruas e estradas do município. A informação foi repassada pelo secretário municipal, Marcos Mafra, responsável pela pasta. Equipes foram localizadas em diferentes pontos da cidade recuperando áreas castigadas pelas últimas chuvas.
obras em prado
Além de intensificar a coleta de lixo no centro da cidade e nos bairros, os distritos que recebem turistas – Guaratiba, Cumuruxatiba e Corumbau – também estão com reforços nos serviços.
De acordo com a Prefeita do Prado, Mayra Brito, a determinação “é não medir esforços para viabilizar o acesso e a comodidade de pradenses e turistas”, destacou.
Ainda de acordo com a prefeita, “Várias equipes vão trabalhar durante todo o período de festas de réveillon”.
obras em prado2
 
.
Publicado em:

Uma vem de Belém do Pará. A outra, do subúrbio ferroviário de Salvador. Em comum, a identidade marcante de suas origens e o desejo de reinventar modos de representá-las. Luê e Maya se encontram na primeira edição do Toca! 2022, nesta sexta (22), às 20h, no Pátio do Goethe-Institut Salvador-Bahia. 
Com sua rabeca , Luê vai cantar as músicas dos seus dois discos – A Fim de Onda (2013) e Ponto de Mira (2017) – e algumas novidades que permanecem demonstrando a experimentação com a música popular proveniente de sua terra natal e a música pop mundial. “Estou numa fase mais madura de minha carreira e com isso quero trazer um repertório em que eu me divirta com músicas próprias, mas também revisitando outros artistas”, conta ela. “E dentro dessa proposta o palco é como uma extensão da casa da pessoa, como um show particular, descontraído e ao mesmo tempo com muita qualidade”, completa. Os singles Virou o Zoinho (VICIEI) e Mais Gostoso Lento marcam o início de uma nova e mais dançante fase com referências do dub, reggae, música latina e eletrônica, mas ainda com a presença de sons da região Norte que caracterizam o início de sua trajetória.
Na abertura, a cantora e compositora Maya passeia pelas vertentes da black music, mesclando suas referências às levadas do R&B, trap, pop e pagotrap, do qual é uma das mais proeminentes representantes. Com discurso forte sobre suas vivências como mulher preta contextualizadas a uma poética urbana e diaspórica, ela tem acumulado notoriedade na cena musical de Salvador. Singles como Meia Noite (em parceria com Rodrigo Ruchell) e Faca Amolada, que somam mais de 440 mil plays só no Spotify, chamaram atenção da imprensa especializada. O lançamento mais recente, “Violenta”, em parceria com A Travestis, traz referências à cultura do continente latino, confirmando sua pegada caliente e de sensualidade.
O projeto, que objetiva a promoção da música autoral contemporânea brasileira, tem esta temporada realizada pela Dimenti Produções Culturais e Fundação Nacional de Artes (Funarte), através do Prêmio Funarte Festivais de Música 2021. Ingressos ficam disponíveis para compra em https://linktr.ee/tocasalvador.

TOCA!
EDIÇÃO JULHO
Shows: Luê e Maya
Quando: 22 de julho (sexta-feira), 20h (portões abertos às 18h30)
Onde: Pátio do Goethe-Institut Salvador-Bahia
Quanto: Lote 1 – R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia) | Lote 2 – R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia)
Vendas: https://linktr.ee/tocasalvador
Compartilhe esse artigo:
ÚLTIMAS NOTÍCIAS

(73) 99989-6889
[email protected]
Todos os direitos reservados – PrimeiroJornal © 2008-2022

source

Deixe uma resposta