Enterros de quatro crianças astecas descobertos no centro da capital do México – Público

As crianças terão morrido de causas naturais no início do período de colonização espanhola do México. Nestas escavações, no centro da Cidade do México, ainda foram descobertos objectos pré-hispânicos intactos, como vasos de barro ou figuras em pedra.
No coração do movimentado centro histórico da Cidade do México, uma equipa de arqueólogos mexicanos descobriu o local do enterro de quatro crianças astecas enterradas há cerca de 500 anos.
Os arqueólogos do Instituto Nacional de Antropologia e História do México descobriram os esqueletos dentro do que eles acreditam ser uma tradicional casa asteca com quatro quartos, construída entre 1521 e 1620, o início do período colonial do país – em que a Espanha invadiu e reinou o país durante três séculos.
As escavações também descobriram objectos pré-hispânicos praticamente intactos, incluindo vasos de barro, potes de cerâmica e uma figura em pedra de uma mulher a segurar uma criança.
Os astecas eram uma civilização guerreira e profundamente religiosa, que construía obras monumentais e praticava sacrifícios humanos. No entanto, os investigadores apontam que as crianças agora encontradas morreram de causas naturais e foram enterradas num estilo tradicional pré-hispânico.
Juan Carlos Campos, o arqueólogo que liderou a escavação no México, refere que os nativos enfrentaram duras condições de vida e não conseguiram fugir depois de os espanhóis conquistarem a capital asteca Tenochtitlan, que se tornou mais tarde a Cidade do México (actual capital mexicana).
Os vestígios da cultura asteca continuam a ser encontrados pelos arqueólogos locais na Cidade do México. Em Dezembro último, os restos de um altar asteca foram encontrados perto do que hoje é a Praça Garibaldi, um local famoso pela música mariachi e folia.
Os astecas criaram um império que se estendia do Golfo do México ao oceano Pacífico, abrangendo grande parte do actual México central, até a antiga capital Tenochtitlan ser invadida pelo colonizador espanhol Hernán Cortés em 1521 – tornando o México numa colónia espanhola até 1821.
Seja o primeiro a comentar.
Escolha um dos seguintes tópicos para criar um grupo no Fórum Público.
Ao criar um novo grupo de discussão, tornar-se-à administrador e será responsável pela moderação desse grupo. Os jornalistas do PÚBLICO poderão sempre intervir.
Saiba mais sobre o Fórum Público.
Ao activar esta opção, receberá um email sempre que forem feitas novas publicações neste grupo de discussão.
Email marketing por
@ 2022 PÚBLICO Comunicação Social SA
Para permitir notificações, siga as instruções:
Estes são os autores e tópicos que escolheu seguir. Pode activar ou desactivar as notificações.
Receba notificações quando publicamos um texto deste autor ou sobre os temas deste artigo.
Estes são os autores e tópicos que escolheu seguir. Pode activar ou desactivar as notificações.
Para permitir notificações, siga as instruções:

source

Deixe uma resposta