Guitarrista do Sepultura, Andreas Kisser fará show gratuito em Porto Alegre – Pics – Música & Cultura

Pics – Música & Cultura
Agenda Cultural, Artes Visuais, Música, Teatro e Literatura
eFestival Instrumental traz a Porto Alegre neste ano grandes nomes da música para apresentações gratuitasAndré Repizo, vencedor na categoria Público Geral, abrirá o show de premiação do eFestival Instrumental 2022 tocando as músicas que o ajudou a vencer a competição. Em seguida, sobe ao palco a Orquestra da ULBRA com a participação especial de Renato Borghetti, seguida de Andreas Kisser, guitarrista e integrante da banda Sepultura. Para encerrar, André Repizo volta ao palco para se apresentar com Andreas Kisser. O festival acontece no dia 11 de agostoquinta-feira, às 20h, no Auditório Araújo Vianna, com entrada franca. Para participar, basta retirar o ingresso, sem custo, pela plataforma Sympla.
O guitarrista Andreas Kisser, integrante da banda de heavy metal Sepultura, tem um projeto musical com o filho Yohan Kisser, interpretando grandes bandas do metal mundial. “É sempre importante participar de festivais com novas bandas, revelar novos talentos e tendências”, diz Andreas. “Gosto muito do clima dos camarins, principalmente nos festivais, onde encontro e conheço as pessoas por trás da música e é onde acontecem as parcerias e projetos entre os músicos. Vai ser muito bom fazer um som com essa galera.
Orquestra da ULBRA reúne músicos e outros artistas, como cantores, escritores, artesãos, em atividades ligadas à cultura e à arte. Em sua participação especial, o gaiteiro Renato Borghetti vai mostrar o talento de um dos músicos brasileiros mais aplaudidos no exterior. “Achei o projeto do eFestival bárbaro, por dar oportunidade ao pessoal novo com uma ferramenta moderna e o respaldo de nomes superimportantes”, assegura Borghetti. Quando criança ele ganhou uma gaita do pai e há 40 anos toca o mesmo tipo de instrumento, “um acordeão diferente”, como define.
A premiação dos vencedores acontece com uma estrutura completa de palco, som e iluminação, mobilizando milhares de pessoas, entre empregos diretos e indiretos de equipes de produção, fornecedores, técnicos e diretores.
Além de se apresentar ao lado de um consagrado artista nacional, os vencedores da categoria Profissionais da Saúde e Público Geral vão realizar coaching com os curadores do festival, gravar um single com divulgação nacional e receber prêmio em dinheiro para alavancar suas carreiras. “Ficar em primeiro lugar significa uma conquista muito importante na minha carreira, um momento de refletir todo o caminho percorrido na música até agora, comemorar e fazer planos para o futuro”, conta André Repizo.
Com o patrocínio master da SulAmérica, o festival teve inscritos de todo o país nas categorias Público Geral e Profissionais da Saúde, e foi pioneiro ao alcançar milhares de acessos em sua plataforma digital, a qual revela os novos talentos do Brasil por meio da web, desde 2001. O concurso musical, que tem a internet como sua principal ferramenta de realização, busca sempre ampliar o sucesso das edições anteriores, além de ter alto alcance e engajamento proveniente das redes sociais e das estratégias de cada participante para angariar votos, o que propicia grande visibilidade às marcas vinculadas ao projeto.
Precursora na valorização da cultura e no estímulo a novos talentos, a plataforma eFestival foi idealizada em 2001. Realizado pela Dançar Marketing, o eFestival Instrumental é apresentado pelo Ministério do Turismo através da Secretaria Especial da Cultura e conta com o patrocínio master da SulAmérica.
SERVIÇO
Apresentações do eFestival Instrumental 2022:
Vencedor do eFestival Instrumental 2022, categoria Público Geral – André Repizo
Orquestra da ULBRA com participação especial de Renato Borghetti
Andreas Kisser e banda
Andreas Kisser com vencedor do eFestival Instrumental 2022, categoria Público Geral
Dia: 11 de agosto (quinta-feira)
Horário: 20h
Local: Auditório Araújo Vianna
Endereço: Parque Farroupilha, 685 – Farroupilha, Porto Alegre
Entrada gratuita – retire seu ingresso gratuito na plataforma Sympla

SOBRE OS ARTISTAS:
Andreas Kisser
Paulista de São Bernardo do Campo, Andreas Rudolf Kisser se interessou por música aos 10 anos de idade. Entrou para a banda Sepultura em 1987, se mudou para Belo Horizonte e ao lado de Max Cavalera, Igor Cavalera e Paulo Jr conquistou o mundo, viajando pelos quatro cantos. Já se apresentou com Paralamas do Sucesso, Nando Reis, IRA, Alice Cooper, Hollywood Vampires, Caetano Veloso, Sandy e Junior, Lobão, Chitãozinho e Xororó, Metallica, Orquestra Imperial, Rita Lee, entre outros. Atualmente continua no Sepultura, agora com Derrick Green nos vocais e com Eloy Casagrande na bateria, tendo lançado em 2017 o “Machine Messiah”. A banda contará com Andreas Kisser (guitarra), Yohan Kisser (guitarra), Amilcar Christófaro (bateria), Gustavo Giglio (baixo) e Renato Zanuto (teclados).
Renato Borghetti
Conhecido por seu trabalho com a gaita-ponto, o gaúcho Renato Borghetti mescla folclore e modernidade em suas composições, tendo um estilo inconfundível. Tem mais de quinze discos gravados e dezenas de participações em gravações. Um dos artistas brasileiros de mais sólida carreira internacional, já se apresentou em diversos países da Europa (França, Áustria, Itália, Eslovênia, Alemanha, Bélgica, Suíça, Holanda, Luxemburgo, Espanha, Portugal, Croácia, Hungria, República Tcheca, Finlândia, Ucrânia, Moldávia, Letônia, Romênia) e das Américas, como Argentina, Uruguai, México, Estados Unidos, Canadá, entre outros.
Orquestra da ULBRA
A Orquestra de Câmara da ULBRA foi criada em julho de 1996, pelo Maestro Tiago Flores. Tem como principal objetivo manter a excelência da execução e o alto nível de acabamento musical. Como reconhecimento deste trabalho, o grupo tem sido considerado, pela crítica especializada, uma das melhores orquestras de câmara do Brasil. No repertório da Orquestra de Câmara da ULBRA constam as principais obras de música erudita compostas para instrumentos de cordas, abrangendo do período barroco até o contemporâneo. Destacam-se As Quatro Estações de Vivaldi e as Serenatas para Cordas de Tchaikovsky e Dvorák, também as mais importantes obras sacras como Paixão Segundo São João e Oratório de Natal de Bach, O Messias de Haendel e Requiem de Mozart.
Sobre o vencedor do eFestival Instrumental 2022:
André Repizo (Público Geral) • “Valsa para Flávia”
Pianista, Mestre em Música pelo Instituto de Artes da Unesp, André Repizo é formado pelo Conservatório Dramático Musical Dr. Carlos Campos de Tatuí no Curso de Piano Erudito (2009) e pela Emesp no Curso de Piano Popular (2014). Atuou como pianista da Orquestra Jovem Tom Jobim (2011) e da Banda Sinfônica Jovem do Estado de São Paulo (2010), se apresentando ao lado de músicos como Toninho Ferragutti, Daniel de Alcântara, Rex Richardson (USA) e Tanya Darby (USA). Atualmente integra a Freedom Big Band e o André Repizo Trio, onde desenvolve o trabalho como compositor. Venceu o eFestival Instrumental (categoria Público Geral) com “Valsa para Flávia”, música de sua autoria.
Sobre a SulAmérica Cultural
A SulAmérica Cultural apoia ações em todo o país, por meio das leis de incentivo à cultura e ao esporte. Mais de 2,8 milhões de pessoas já foram impactadas em projetos socioculturais e socio esportivos, alinhadas ao conceito de Saúde Integral da SulAmérica, que incentiva as pessoas a viverem melhor por meio do equilíbrio entre as saúdes física, emocional e financeira. Para mais informações, acesse www.sulamerica.com.br
Sobre a Dançar Marketing 
Com uma história repleta de pioneirismo, a Dançar Marketing movimenta o mercado de marketing cultural de eventos e entretenimento brasileiro há 40 anos. A agência firmou um marco importante para a democratização cultural, sendo a primeira a realizar grandes apresentações open air no país, como “Concertos de Vinólia”, o maior evento de música clássica ao ar livre já realizado no Brasil. O projeto inaugurou o Parque Ibirapuera como ponto cultural das manhãs de domingo, colocando-o como um dos principais palcos para grandes eventos em São Paulo. A relevância e sucesso do projeto conquistou também a mídia brasileira, contando com transmissões dos canais de rádio, TV Cultura e Bandeirantes. 
Fundada em 1982, a partir da criação do primeiro periódico especializado em dança da América Latina – Revista Dançar –, a empresa reúne mais de 51 milhões de espectadores em seus espetáculos, shows, projetos proprietários e sociais. Em seu portfólio estão grandes turnês internacionais de artistas icônicos como Andrea Bocelli, Luciano Pavarotti, José Carreras, Sarah Brightman, Kiri Te Kanawa, George Benson, Joss Stone, Diana Krall, Norah Jones, Chris Cornell, Jeff Beck, Richie Sambora entre outros. A Dançar Marketing esteve sempre à frente do mercado na concepção e na realização de projetos como HSBC Music Series, Avon Women in Concert, Criação Teatral Volkswagen, Viagem Nestlé pela Literatura, AstraZeneca Viva a Cultura!, entre outros; exposições como Riachuelo Mostra Moda e Samsung Rock Exhibition e festivais como Telefônica Open Jazz, Festival da Padroeira, eFestival e Samsung Best of Blues and Rock – o qual, nas últimas edições trouxe alguns dos maiores guitarristas do mundo, como Joe Satriani, Tom Morello, Zakk Wylde e Joe Perry. Visite www.dancarmarketing.com.br e conheça os projetos.
Assessoria de Imprensa:
Jéssica Barcellos Comunicação
Fotos:
Renato Borghetti (divulgação), Andreas Kisser (Marcos Hermes)
Há pouco mais de quatro/cinco anos atrás jamais imaginei trabalhar com fotografia. Foram mais de 15 anos na área de TI, em diversos provedores de Hospedagens como Administrador de Sistemas com especialização em servidores Linux.
Por questões particulares resolvi “dar um tempo”, tirar umas férias de tudo. Neste meio tempo, comecei a fotografar e fazer a cobertura de shows e eventos culturais, apenas como um Hobby, não queria viver disso, não queria uma nova profissão.
Com o passar do tempo a coisa foi ficando séria até que e em novembro de 2020 com apoio da Secretaria da Cultura do RS e da Feevale, lancei o projeto “PALCO-RS, uma Exposição Virtual dos principais shows nos palcos de Porto Alegre”.
Veio a pandemia, e sem eventos presenciais entrei pra Faculdade de Jornalismo e paralelo a isso continuei estudando edição de imagens, produção cultural, marketing digital e obviamente nunca deixando os estudos da área de TI de lado.

source

Deixe uma resposta