Les Siestes Électroniques regressa à Casa das Artes para gáudio dos que amam a música “mais aventureira” – Rádio Universidade de Coimbra

Programação
Cursos
Podcasts
Arquivo
Merch
Notícias
Blog
Chat
Sobre
Contactos
Tocar Podcast: Noticiário – Entrevista a Alexandre Lemos (03 de agosto de 2022)
No primeiro fim de semana de setembro, dias 2, 3 e 4, o festival dá especial destaque aos que estão a produzir em Portugal. Antes, no final de agosto, acolhe duas residências artísticas.
A primeira residência junta Ece Canli, artista turca, radicada em Portugal, a Nina Harker, do lado francês. A segunda é uma colaboração entre o artista de Coimbra Caucenus e Esther, uma artista também francesa.
O responsável pela programação da Casa das Artes da Fundação Bissaya Barreto, Alexandre Lemos conta-nos que o festival, depois de dois anos de interregno devido à pandemia, regressa agora ao Jardim da Casa com uma programação centrada em quem está a produzir em Portugal.
Les Siestes nasceu na cidade francesa de Toulouse, em 2002. A partir daí invadiu cidades do mundo como Paris, Berlim, Riga, Cairo, Haia, Kyoto, Montreal, Brazzaville, Abu Dhabi, Buenos Aires, Amesterdão, Seul, Leipzig, Milão, Roma, Conacri e Coimbra. Tem como objetivo levar uma programação de música eletrónica gratuita ao centro das cidades
A programação de 2022 em Coimbra faz parte da temporada Portugal França. Os curadores dos dois festivais realizaram os convites aos artistas das residências que no dia 2 de setembro se vão apresentar em concerto.
Pelas duas edições anteriores, 2018 e 2019, em Coimbra, passaram artistas internacionais como M.E.S.H, Kate NV, Giant Swan, Damien Dubrovnik e Vessel, mas também artistas nacionais como DJ Niggafox, Ghost Hunt, João Pais Filipe e Gonzo.
Alexandre Lemos destaca o concerto do baterista João Pais Filipe como o “mais techno” de todos. Embora a programação total só vá ser divulgada na próxima semana, o cartaz vai mostrar o que o músico “é capaz de fazer”.
As entradas no Festival Les Siestes Électroniques são gratuitas.
A Casa das Artes da Fundação Bissaya Barreto acolhe no próximo sábado, dia 6 de agosto, às 19 horas um concerto do angolano, Mário Rui Silva. Segundo a locutora do programa Nô Badja da RUC, um músico “virtuoso guitarrista e compositor, um auto-etnomusicólogo de vanguarda, uma inspiração”. Vem apresentar o seu trabalho mais recente “stories from Another Time 1982-1988”.
Pode ainda visitar na Casa “Bazaaaar” uma exposição de ilustração e artes gráficas, patente até 6 de agosto.
Fotografia: Casa das Artes @José Alexandre
03.08.22 Isabel Simões
03.08.22 Eurico Carnall Figueiredo

source

Deixe uma resposta