Mulheres no Rock: veja as artistas que marcaram cada década – A Rádio Rock

TOCANDO AGORA

//

CADASTRE-SE AQUI

Hoje, 8 de março, celebramos o Dia Internacional da Mulher, data que foi oficializada pela ONU em 1975, mas que é marcada na história por alguns acontecimentos ligados aos direitos básicos de mulheres.
Aqui, iremos “passear” pelas décadas de 1960 a 2000 e relembrar as divas do Rock ‘N’ Roll que marcaram, seja pela atitude, pelo estilo e pelo imenso talento de cada uma.
Lembrando que são muitas mulheres que fizeram história no rock, então com certeza vocês sentirão falta de alguma aqui, mas elas jamais serão esquecidas!
Janis Joplin
Conhecida como a “Rainha do Rock ‘N’ Roll”, Janis é a primeira referência que temos quando falamos do rock dos anos 60. A cantora foi pioneira na sua época e viveu intensamente, além de deixar músicas incríveis para nós como Piece Of My Heart, Cry Baby e Summertime.

Grace Slick (Jefferson Airplane)
Grace é conhecida por ter sido vocalista da banda de rock psicodélico Jefferson Airplane, inclusive sendo adicionada ao Rock and Roll Hall of Fame, em 1996. Era amiga de Janis Joplin, e assim como a amiga foi muito importante para o desenvolvimento do rock nos anos 60, até porque quem nunca se pegou ouvindo no repeat o hit “Somebody To Love” de Jefferson Airplane?

Joni Mitchell
Ela já foi considerada a 75ª melhor guitarrista de todos os tempos pela revista Rolling Stone, que chegou a citá-la como “uma das melhores compositoras da história”. Trazendo em suas composições ideias sociais e ambientais, assim como seus sentimentos, ela conquistou alguns prêmios, como N-O-V-E GRAMMYS, além de gravar dois discos que entraram na história: o Clouds (1969) e Blue (1971).

Stevie Nicks (Fleetwood Mac)
Famosa por ser vocalista pela icônica banda Fleetwood Mac, que no ano passado voltou aos topos da parada, graças à um vídeo no TikTok feito por Nathan Apodaca transmitindo uma “vibe tranquila”, ouvindo o hit “Dreams” da banda, andando de skate e bebendo um suco de framboesa e cranberry. Inclusive, a própria Stevie entrou na brincadeira e postou um vídeo no Instagram em referência à trend.

Agnetha Fältskog e Anni-Frid Lyngstad (ABBA)
O grupo sueco ABBA ganhou popularidade por causa dos ritmos alegres de suas canções, sendo o primeiro grupo europeu a fazer sucesso em países de língua inglesa.
Uma curiosidade, o nome do grupo é um acrônimo formado pelas iniciais do primeiro nome de cada membro: Agnetha Fältskog, Björn Ulvaeus, Benny Andersson, e Anni-Frid Lyngstad.
Sucessos como “Mamma Mia”, “Dancing Queen”, “The Winner Takes It All” e “Gimme! Gimme! Gimme!”, o ABBA vem conquistando fãs de todas as gerações.

Rita Lee
A paulistana Rita Lee Jones de Carvalho é uma artista completa e conhecida como a “Rainha do Rock Brasileiro”. Ex-integrante dos grupos “Mutantes” e “Tutti-Frutti” , Rita teve uma importante contribuição na revolução da música e sociedade, por conta das suas músicas repletas de ironia e reivindicação da independência feminina. Hits como “Lança Perfume”, “Ovelha Negra”, “Agora Só Falta Você” e “Erva Venenosa” fazem parte da trilha sonora de algumas novelas e da vida de muita gente.

Patti Smith
Com o seu primeiro álbum, o Horses (1975), ela levou um lado feministae intelectual à música punk, tornando-se uma das mulheres mais influentes do rock. Além de uma excelente cantora, Patti é uma poetisa, fotógrafa e escritora, tendo livros aclamados pelo mundo. Um de seus maiores hits é “People Have The Power”, com uma letra que ressalta o poder que as pessoas têm às adversidades do mundo.

Debbie Harry
Vocal do Blondie, um dos pioneiros no New Wave, Debbie Harry encanta com seu timbre inconfundível e estilo impecável. Debbie também atuou como atriz em mais de 60 filmes e propagandas de televisão. A banda tem como álbum mais popular o “Parallel Lines”, com os hits “One Way Or Another” e “Heart Of Glass”.

Baby Consuelo (Novos Baianos)
Também conhecida como Baby do Brasil do grupo Novos Baianos, e logo no segundo álbum (em 1972), lançaram um dos álbuns mais importantes da música brasileira, o “Acabou Chorare”. Até hoje, Baby é uma referência de estilo com seu cabelo roxo e oupas marcantes.

L7
Formada em 1985 por Donita Sparks, Suzi Gardner, Demetra Plakas e Jennifer Finch, o L7 já marcam na história desde 1991 quando criaram a fundação Rock for Choice, para defesa das liberdades civis e dos direitos da mulher, como a legalização do aborto. O festival Rock for Choice teve shows beneficentes de bandas de peso como Pearl Jam, Joan Jett, Hole e Red Hot Chili Peppers. O terceiro álbum da banda “Bricks are Heavy” vendeu centenas de milhares de cópias, puxado pelo o hit “Pretend We’re Dead”.

Cindy Lauper
Dona de um estilo bem único, Cindy Lauper é com certeza uma das maiores referências quando falamos de anos 80. O seu maior hit “Girls Just Want To Have Fun” teve 3 discos de ouro e 2 de platina, e se encontra na 120ª posição na lista das “500 Músicas que Moldaram o Rock and Roll”, do Rock And Roll Hall of Fame. E o videoclipe é considerado pela MTV, o “39ª Melhor Videoclipe de Todos os Tempos”.

Annie Lennox (Eurythmics)
Annie é conhecida por ser vocalista do duo Eurythmics, donos de uma das músicas mais conhecidas do mundo: o hit “Sweet Dreams”. Ela também é ativista e defensora das causas sociais, com uma ONG para pessoas vítimas do vírus HIV na África.

Marie Fredriksson (Roxette)
Marie foi a vocalista do famoso duo sueco Roxette, que teve um incrível sucesso conseguindo emplacar 12 canções no Billboard Hot 100, incluindo 4 números um. Infelizmente a perdemos em Dezembro de 2019, em decorrência de um câncer no cérebro aos 61 anos. Mas os hits “It Must Have Been Love”, “Listen To Your Heart”, “Spending My Time” e “The Look”estão no topo da lista de escolha no karaokê e, com certeza, nos corações de todos.

Courtney Love (Hole)
Em 89, Courtney aprendeu a tocar guitarra e se mudou para Los Angeles, onde colocou um anúncio em uma revista que dizia: “Eu quero começar uma banda. Minhas influências são Big Black, Sonic Youth e Fleetwood Mac”, e recebeu uma resposta de Eric Erlandson. Com o terceiro álbum da banda, “Celebrity Skin”, temos os maiores singles deles: “Celebrity Skin” e “Malibu”.

Cássia Eller
Cássia é uma das maiores representantes do rock brasileiro, lançando 5 álbuns de estúdio em vida e um postumamente. O mais bem sucedido foi o Acústico MTV (2001), vendendo mais de 1 milhão de cópias e garantindo o Grammy Latino de Melhor Álbum de Rock. Porém ela viveu seus últimos meses intensamente, já que em 2001 além de lançar esse álbum, fez uma apresentação histórica no Rock In Rio, que tinha no line-up bandas como R.E.M, Foo Fighters e Barão Vermelho.

Gwen Stefani
Vocalista do No Doubt, Gwen destacou-se em 1995, com o sucesso do álbum Tragic Kingdom, que trouxe para nós sucessos como “Just a Girl”, “Spiderwebs” e “Don’t Speak”. Em 2004, lançou seu primeiro álbum solo, Love. Angel. Music. Baby. O álbum tem inspiração na música pop e dance dos anos 80, e o terceiro single, “Hollaback Girl”, teve um enorme sucesso internacional e tornou-se o primeiro single digital dos Estados Unidos a superar mais de 1 milhão de vendas.

Dolores O’Riordan (Cranberries)
Dolores era vocalista e compositora da banda irlandesa The Cranberries, que alcançou 4 top 20 álbuns na Billboard 200 e 8 Top 20 singles na Modern Rock Tracks (“Linger”, “Dreams”, “Zombie”, “Ode to My Family”, “Ridiculous Thoughts”, “Salvation”, “Free to Decide” e “Promises”). Infelizmente Dolores nos deixou inesperadamente em janeiro de 2018, mas sempre irá nos marcar com sua linda voz.

Shirley Manson (Garbage)
Shirley Manson tornou-se ícone do rock alternativo dos anos 90, com muito talento, carisma e atitude no palco. A banda teve seu auge nos anos 90 com os hits “Only Happy When It Rains”, “I Think I’m Paranoid” e “Stupid Girl”. Com sua carreira de atriz, ela interpretou Catherine Weaver, no seriado Terminator: The Sarah Connor Chronicles.

Hayley Williams (Paramore)
Desde 2004, a banda Paramore que tem como vocalista a icônica Hayley Williams vem nos trazendo hit atrás de hit. Já nos primeiros álbuns, “All We Know Is Falling” (2005) e Riot (2007), chegaram ao topo das paradas. Hayley encanta a todos com seu estilo único, além de interagir bastante com os fãs nas redes sociais.

Amy Lee (Evanescence)
Amy Lee é co-fundadora e vocalista da banda americana Evanescence, que conquistou diversos prêmios ao longo da carreira. Os singles “Bring Me To Life”, “My Immortal”, “Going Under”, “Call Me When You’re Sober” são os mais queridos pelos fãs, dentre as várias canções de sucesso da banda. Neste mês, a banda lançará seu quinto álbum, o “The Bitter Truth” após nove anos. As músicas foram lançadas uma de cada vez ao longo de 2020 conforme o álbum era criado e gravado. E vocês podem conferir uma entrevista incrível que o Wendell Correia fez com a Amy Lee no canal da Rádio Rock no YouTube.

Amy Winehouse
Amy teve sua estreia no cenário musical britânico em 2003, com o álbum Frank, que foi muito elogiado pelos críticos mas não teve bons resultados comerciais. Mas a volta por cima veio no álbum seguinte, o Black To Black (2006), que tem vários hits como “Rehab”, “You Know I’m No Good”, “Back To Black” e “Tears Dry On Their Own”. O disco foi o mais vendido do mundo em 2007 com 6 milhões de cópias, e, ao vencer 5 troféus durante a 50.ª edição dos Grammy Awards. Além de sua mega potência vocal, o seu estilo era muito aclamado, desde seu delineado marcado até o penteado icônico.

Pitty
Pitty sem sombra de dúvidas é um dos maiores nomes do rock nacional! Sua primeira experiência profissional foi em 97, durante dois anos como baterista na banda de punk rock Shes. Em 98, ela vai para a banda de hardcore Inkoma, dessa vez como vocal, onde se tornou bastante popular na cena underground da Bahia. Em 2002 ela recebeu um convite do produtor musical Rafael Ramos, que queria produzir um disco solo dela.
De 2003 em diante Pitty nos presenteia com hits marcantes como “Máscara”, “Admirável Chip Novo”, “Teto de Vidro”, “Equalize”, “Me Adora”, “Setevidas”, “Te Conecta”, entre outros.
Sua presença no palco é algo que impressiona, e todos os shows são extremamente bem produzidos, além de ter um estilo que serve de referência para muitas meninas que cresceram ouvindo suas músicas.

Reportagem: Natalia Marques e Pamela Espíndola
Travis Barker, baterista do Blink-182, se manifestou neste sábado (02) no Twitt…
A banda em ascensão no cenário do power metal Trend Kill Ghosts irá abrir os …
O cantor e ícone do punk João Gordo, vocalista do Ratos de Porão, compartilho…
O cantor e compositor Lobão, um dos maiores nomes do nosso rock nacional, marco…
Av. Paulista 2200 , 21ª – Bela Vista
CEP 01310-300 – São Paulo/SP
Telefone do ouvinte: (11) 3016-0089
89FM – A Rádio Rock – 2017
Todos os direitos reservados

source

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.