Spotify pode rever recorde de Anitta com Envolver? Entenda regras do app – TechTudo

Por Letícia Rosa, do TechTudo
13/04/2022 18h50 Atualizado 13/04/2022
Anitta chegou ao topo da playlist global "Daily Top 50" do Spotify com a música "Envolver". O recorde da cantora, no entanto, voltou a ser notícia nesta semana depois que veículos sugeriram que os fãs da artista teriam usado automatização de streams para levar a brasileira à posição. De acordo com o portal Splash, o uso de auto método poderia ser considerado "injusto" pela plataforma. Mas, afinal, o Spotify pode rever o recorde batido por Anitta?
LEIA: App SpotiStats revela seus artistas e músicas favoritas; saiba usar
O TechTudo entrou em contato com o Spotify para confirmar se haverá ou não a revisão do recorde de Anitta. A plataforma não negou e nem confirmou a possibilidade, mas enviou a política de contabilização para as paradas, disponível no site oficial. Ao analisar o documento, não encontramos cláusulas específicas sobre a prática de automatização de streams. O aplicativo deixa claro, no entanto, que costuma verificar esses dados de praxe. Ou seja, se a plataforma seguir essa conduta padrão, poderá sim analisar a conquista de Anitta. Essa revisão, porém, não seria uma exclusividade da cantora brasileira – é algo que em teoria acontece com todos os artistas.
Spotify costuma rever recordes batidos por artistas no aplicativo — Foto: Divulgação/Spotify
Spotify: é possível ganhar dinheiro com uma playlist? Veja no Fórum do TechTudo
Em nota enviada ao portal Splash, o app de músicas e podcasts informou que não passaria um posicionamento oficial sobre a questão. Já em resposta ao Rest of World, o Spotify limitou-se a confirmar o feito de Anitta.

Por que o recorde de Anitta poderia ser questionado?

Em março de 2022, a carioca Anitta tornou-se a primeira brasileira da história a chegar ao topo da playlist global "Daily Top 50" do aplicativo. Com a canção Envolver, que virou hit no TikTok com o desafio "El Paso de Anitta", ela garantiu 6,4 milhões de streams em um dia.
Embora o sucesso da música seja atribuído principalmente aos fãs da cantora, que organizaram mutirões para levar a artista ao topo das paradas, o que os veículos alegam é que a maneira como isso foi feito pode ter burlado os termos e condições do Spotify. Segundo apurado pelo veículo independente Rest of World, o público teria utilizado métodos de automatização para gerar mais plays à música, como criação de mais de 100 playlists. Além disso, teriam sido dados comandos para o algoritmo do aplicativo contabilizar o stream.
Apesar da alegação dos veículos, é importante frisar que o sucesso da música vai além das "stream parties" (mutirões de plays) promovidas pelos fãs, pela própria cantora e pela sua equipe. Isso porque outras razões levaram à viralização da música, como a adesão de diversas celebridades ao desafio do TikTok e a divulgação em veículos televisivos.
Desse modo, os vídeos curtos teriam garantido múltiplas reproduções da canção. Vale ressaltar que a visualização desse tipo de conteúdo faz parte da contabilização para o ranqueio nas paradas musicais. A canção também teria alcançado o primeiro lugar no Deezer, outra plataforma de streaming.
Até o fechamento da matéria, a cantora não havia se pronunciado sobre o assunto aos sites citados nem em suas redes sociais.
Com informações de Splash, Rest of World, Spotify (1 e 2), Extra, The New York Times e G1
Veja também: Como colocar música do Spotify no Instagram
Como colocar música do Spotify no Instagram

source

Deixe uma resposta