Tarde de estreia da 'Sexta no Museu' anima o Solar do Barão com muita música e dança – Prefeitura de Jundiaí (.gov)

O Museu Histórico e Cultural – Solar do Barão presenciou muita animação durante a estreia da “Sexta no Museu” na tarde desta sexta-feira (04). A programação gratuita lançada pela Unidade de Gestão de Cultura (UGC) começou logo às 16h na sala Jahyr Accioly de Souza, e a música que se ouvia de dentro do museu foi um convite para quem passava pela rua Barão e quem saía do comércio na região central.
A abertura da programação ficou por conta de Maria Pérola e banda, com o show “Afro Sons”, que trouxe em seu repertório uma homenagem aos autores e cantores negros da Música Popular Brasileira (MPB), como Cartola, Chico César e Luiz Gonzaga.
CONFIRA AS FOTOS
A “Sexta no Museu” contou na sequência com a apresentação de dança do Ventre, com Melissa Souza, e o repertório de compositores nordestinos com o show do Trio Nordeste Oboé. A programação segue noite a dentro, até as 22h, as músicas regionais brasileiras e autorais de Daniel Franciscão no concerto “Em Cantos do Brasil Sertão”, às 19h; e o show de encerramento “O Samba e suas Vertentes”, com Clarina Trio, a partir das 20h30.
Moradora do Caxambu, Priscila Sanches foi à apresentação acompanhada do marido Heli Oliveira e do filho Matheus. “Soubemos da estreia, pois meu marido está cadastrado no WhatsApp da Prefeitura e recebeu uma notificação. Eu trabalho na Subsecretaria e Igualdade e Direitos Humanos do Município de Jacareí e decidimos prestigiar o show de repertório afro-brasileiro de abertura. Para mim, Arte e Direitos Humanos estão relacionados e foi uma oportunidade de voltar ao Solar, onde passei a minha adolescência e há anos não visitava”, comentou.
Segundo o diretor do Departamento de Cultura (UGC), João Carlos De Luca, a proposta da novidade é trazer uma alternativa segura e intimista para o público. “A ‘Sexta no Museu’ é uma adaptação para suprir o nosso desejo de retomar a ‘Sexta no Centro’, mas em um ambiente onde é possível controlar a presença do público. Depois das atrações do aniversário de 365 anos de Jundiaí que realizamos dentro do Museu, a sala Jahyr Accioly de Souza demonstrou-se um ambiente ideal, bem intimista. Por isso a ideia é que, mesmo quando retomarmos as atrações da Sexta no Centro, continuemos com as apresentações também aqui dentro”.
João Carlos também ressalta que as atrações contratadas para esta estreia foram selecionadas através de editais da UGC. “Os artistas contratados são proponentes de dois editais de fomento lançados no ano passado, o CulturaMais e o Cultura Negra. Este último, por exemplo, foi lançado para que realizássemos atividades em alusão ao Mês da Consciência Negra ao longo deste ano, já que, por conta da pandemia, não foi possível ser realizado em novembro. Este show de abertura mesmo, o ‘Afro Sons’, foi contemplado neste edital”.
Com entrada gratuita, é permitida a entrada de até 50 pessoas no local, com o cumprimento das determinações do Comitê Municipal de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus (CEC), como uso de máscara, distanciamento social, disponibilidade de tótens de álcool gel.
Mais Museu
O Museu segue fechado para a montagem de nova exposição. Os jardins seguem abertos de segunda a sábado para visitação gratuita, das 10h às 17h. O Museu fica na rua Barão de Jundiaí, 762 – Centro. Mais informações pelos telefones 4589-6800 e 4521-6259.
Assessoria de Imprensa
Fotos: Fotógrafos PMJ

Notícias relacionadas
Galeria
Baixe as fotos desta notícia na resolução original
Fique por dentro das notícias do seu bairro e de Jundiaí
Receba as principais notícias de Jundiaí no seu Whatsapp

Vídeos
Pesquisar
Últimas notícias
Notícias por data
Acesse também

source

Deixe uma resposta